Adotar uma Chinchila

Antes de levar para casa uma chinchila, deve ponderar cuidadosamente se uma chinchila é o animal de estimação certo para si e para o seu estilo de vida.

 

DSC_2240.JPG

 

Muitas chinchilas são abandonadas ou negligenciadas porque foram adotadas por impulso. Muitas vivem em gaiolas pequenas e inadequadas, sem enriquecimento ambiental ou estimulação mental, acabando por ficar stressadas, doentes ou até mesmo morrer devido a cuidados inapropriados. Se adotar uma chinchila, faça-o de forma responsável e ponderada!

 

  • As chinchilas gostam de roer, são animais roedores. Este comportamento é natural nas chinchilas e serve para desgastar os seus dentes. Precisa de um local onde exercitar a sua chinchila, onde possa andar livremente de forma segura ou que tenha sido especialmente protegido. Há muitas formas de evitar que uma chinchila destrua algo que não deve, como fornecer objetos alternativos para roer, apropriados para o efeito, mas eventualmente pode sempre causar algum dano indesejado
  • As chinchilas são pequenos animais inteligentes e precisam de estimulação mental. Se forem mantidas em gaiolas pequenas por longos períodos sem atividade, podem desenvolver peladas resultantes de stress e outros comportamento repetitivos
  • As chinchilas são animais sociais. Ter mais de uma chinchila pode ser uma boa opção, mas esteja ciente de que a introdução de chinchilas não é um processo fácil e mesmo quando chinchilas já estão juntas por um longo período podem ainda assim entrar em conflito por vezes. Se não for possível, dê alguma atenção extra à sua chinchila
  • É necessário ter muito cuidado com o ambiente de uma chinchila e certificar-se de que não há nada em que se possam magoar, porque uma chinchila vai roer e mastigar tudo o que encontrar
  • É necessário ter em conta as eventuais despesas veterinárias que possam surgir e encontrar um local onde o seu animal possa ser cuidado, uma vez que se trata de um animal exótico
  • Precisa de uma gaiola grande, o suficiente para que a chinchila possa saltar e fazer algum exercício … Comida, contas de veterinárias, brinquedos, eventuais danos à propriedade, são alguns dos custos envolvidos em trazer uma chinchila para sua família
  • As chinchilas não causam normalmente alergias, mas necessitam de ter feno de boa qualidade para comer. Se sofre de alergias,pode ser um factor a considerar. Também libertam algum pêlo.
  • Comem ração e feno, suplementadas por algumas passas e pedaços de vegetais. Se mudar bruscamente a sua alimentação, podem adoecer. Certifique-se que tem sempre um comida disponível
  • A maioria das chinchilas não gosta de ser agarrada. Não são animais de estimação adequados para crianças pequenas. Devem ser manipuladas com regularidade, para seja fácil quando têm que ir ao veterinário ou precisam de cuidados, mas raramente apreciam isso. No entanto, são animais que interagem com as pessoas, podem até sentar-se no seu colo ou no seu ombro
  • São criaturas noturnas e gostam de estar acordadas a noite toda, enquanto dormem a maior parte do dia
  • Chinchilas gostam de paz e tranquilidade. Não coloque uma chinchila perto de uma televisão ou onde há muito barulho
  • As chinchilas precisam de exercício cerca de 20 minutos a uma hora por noite
  • Uma chinchila pode viver 15 a 20 anos
  • Quem vai cuidar da sua chinchila quando estiver de férias ou precisar de se ausentar?
  • As chinchilas devem viver em casa, num ambiente climatizado. Não toleram bem grandes flutuações na temperatura e facilmente sofrem golpes de calor em climas quentes. Tenha atenção e arrefeça o ambiente quando a temperatura estiver mais elevada.
Advertisements

BOAS VINDAS AO SEU GATO

Decidiu adoptar um gato. Fantástico! E hoje é o dia em que ele vem para casa… Ao trazer o seu gato para casa prepare a sua chegada tendo alguns cuidados com vista ao seu bem estar e a uma adaptação o mais tranquila possível.

happy-white-cartoon-cat-illustration-40732504

  • Tenha em sua casa uma cama para o gato, comedouros para comida e água e ração, coleira, casa de banho e areia, equipamentos de cuidado de higiene e bem-estar (tesoura, escova, transportadora, arranhador, etc.) e brinquedos seguros e estimulantes para brincar
  • Escolha um dia em que tenha disponibilidade para ajudar na sua adaptação e o habituar às rotinas da casa
  • Prepare a viagem para casa. Andar na transportadora ou de carro pode ser muito stressante para um gato. Utilize um spray calmante de feromonas na transportadora e coloque-a num local seguro do carro, aos seus pés ou com uma manta por cima
  • Mantenha-se calmo  para não sobrecarregar o gato numa fase de mudança e stress
  • Quando chegar a casa, pouse a transportadora no chão num quarto tranquilo, abra a porta e deixe o gato explorar à vontade o espaço e ao seu ritmo
  • Proporcione um espaço seguro e vedado para que possam estar ambos confortáveis e à vontade
  • Coloque a sua casa de banho num local tranquilo e de fácil acesso, longe da cama e da zona de refeição do gato
  • Escolha um nome para o seu novo amigo
  • Leve-o a um veterinário para consulta de avaliação do seu estado de saúde
  • Caso o seu gato possa ter acesso à rua, mantenha-o gato dentro de casa, durante pelo menos 2-3 semanas ou até se sentir confortável, para lhe dar tempo de o conhecer e de reconhecer todos os cheiros e sons diferentes do seu ambiente, bem como todos os cantos da nova casa
  • Assegure-se que não há portas ou janelas abertas que lhe permitam fugir e tenha atenção a varandas. Se decidir que o gato pode frequentar o exterior deixe-o sair apenas depois de ambientado à sua nova família e espaço
  • Coloque chip e medalha de identificação na coleira em caso de fuga.

Sinais de Calma

Os sinais de calma são um conjunto de sinais de linguagem corporal que os cães usam para manter relacionamentos saudáveis ​​e resolver conflitos sem ter que recorrer a comportamentos agressivos. O mais importante que poderá fazer para compreender o seu cão é simplesmente observar. Os seres humanos têm um sistema de comunicação muito diferente dos cães e muitos dos nossos comportamentos e interacções com o cão podem ser ofensivos e intrusivos.

 

Sinais de apaziguamento

Para as espécies que vivem em grupo a comunicação entre os seus membros é essencial.  É necessária na cooperação quando caçam, na criação da sua descendência, e talvez o mais importante: para viverem em paz! Os conflitos são perigosos- causam ferimentos e fragilizam o grupo.

Através do trabalho de Turid Rugaas, uma etóloga canina norueguesa, conhecemos os sinais de calma. Ela reparou por observação nos cães que, como os lobos, tinham sinais para comunicar quando estão sob stress e evitar agressões.

Os sinais de calma são um conjunto de sinais de linguagem corporal que os cães usam para manter relacionamentos saudáveis ​​e resolver conflitos sem ter que recorrer a comportamentos agressivos. Os sinais de calma geralmente são observados nas interações que o cão estabelece com outros cães e com outras espécies para ajudar a acalmarem-se ou acalmar outros diante de situações de stress. Além disso, muitos cães usam sinais de calma de forma a simplesmente mostrar boa vontade.

O mais importante que poderá fazer para compreender o seu cão é simplesmente observar. Os seres humanos têm um sistema de comunicação muito diferente dos cães e muitos dos nossos comportamentos e interacções com o cão podem ser ofensivos e intrusivos. Quando os nossos animais mostram sinais de calma, precisamos observar e repensar a nossa atitude naquele momento. Todos os cães são indivíduos e alguns serão mais sensíveis do que outros a situações particulares. Alguns comportamentos típicos que despoletam nos cães sinais de calma são levantar a voz, inclinar-se sobre o cão, fixar o olhar directamente, fazer festas na cabeça e manipulação física da posição corporal do cão. Enquanto os cães podem ser ensinados a tolerar alguns destes comportamentos, não é natural para o cão.

 

Observe, aprenda e respeite o seu cão!

Bons sonhos, A primeira noite em casa

Chegou o dia. Trazemos o nosso animal para casa. É um grande dia, cheio de entusiasmo, surpresas e sorrisos… mas agora é hora de descansar! Como pode oferecer ao seu animal uma primeira noite na sua nova vida o mais descansada possível? Se for um cachorro irá estar mais sensível por ter sido retirado à sua mãe e irmãos e estar sozinho num novo ambiente!

FitBark_Dog_Sleeping-1500x1000.jpg

  • Dê-lhe uma refeição leve antes de dormir
  • Poderá usar um ambientador com a Ferormona que simula a libertada pela mãe na altura da amamentação, para diminuir a ansiedade do cachorro
  • Coloque um saco de água quente debaixo de uma manta, num canto da cama, para reconfortar o cachorro e ajudar a relaxá-lo
  • Escolha um sítio para o cão ou cachorro dormir e respeite essa decisão ao longo do seu crescimento
  • Ao colocar o cachorro no local onde vai dormir deve despedir-se com um sinal verbal ou visual, sem demorar muito
  • Resista a ir ter com o cão sempre que chorar de noite ou arranhar a porta, só vai reforçar este comportamento.

Novos Amigos

Se decidiu adoptar um animal mas já tem animais em casa, a sua apresentação deve ser feita de forma tranquila e de forma a promover uma grande amizade entre eles!

adocao-cachorro

  • O primeiro encontro deve ser promovido se possível numa zona neutra, fora de casa preferencialmente, de forma calma e tranquila
  • Os animais devem aproximar-se ao seu ritmo sem serem forçados a aproximarem-se. Deixe-os agir naturalmente sem interferir, mantendo-se apenas a observar e agindo apenas quando necessário
  • Numa fase inicial deve haver sempre supervisão da interação entre ambos e por períodos curtos para que consigam gerir a presença do novo membro sem sobrecarga emocional e aumento dos níveis de stress
  • Estar atento a sinais de stress como posturas corporais rígidas, tentar afastar-se do outro ou do local, desviar o olhar para o lado, bocejar e lamber de forma constante os lábios. No caso do animal não estar confortável ou não conseguir gerir a situação, deve retirá-lo e voltar a tentar mais tarde
  • Sinais de confiança e boa interacção entre os cães: cheirarem o corpo um do outro, especialmente a região anogenital, apresentarem posturas corporais relaxadas, começarem a exploração conjunta do território ou mostrarem sinais de brincadeira. Se ambos estiverem bem, relaxados e confortáveis deixe-os conhecerem-se à vontade sem interferir demasiado
  • Quando necessário para facilitar o processo, existem ferramentas adicionais como a utilização de ferormonas podem ajudar a criar uma zona segura ou fazer com que os cães se comportem de forma mais juvenil, promovendo a brincadeira entre ambos
  • A postura de agachar dos membros anteriores nos cães, mantendo a parte posterior do corpo elevada e abanando a cauda é o convite mais explícito de boas vindas que um cão pode dar ao outro. Já são amigos!

Escolher o nome do seu animal

Uma das partes mais divertidas de adoptar um animal de estimação é escolher o seu nome. Surgem sempre ideias estranhas, originais, engraçadas ou mais excêntricas. Não se esqueça que o nome deve ser fácil para o animal compreender e que deve acompanhar o seu animal o resto da vida…por isso seja simpático 😉

084b9cfc36ef7da90ba1eef1807e3d21.jpg

  • Escolha um nome simples e que tenha no máximo três sílabas
  • Um nome fácil ajuda bastante na relação com o cão
  • Os nomes curtos terminados numa vogal são mais fáceis e facilitam a aprendizagem do cão
  • Não escolha nomes depreciativos
  • Evite nomes que se confundam com outros pronunciados em casa (ou semelhantes), para evitar baralhar o cão.

Boas Vindas ao seu Cão

Chegou finalmente o dia que esperava… a chegada do seu novo amigo e membro da família… o cão! Está preparado?

DogvsPerson2.jpg

Prepare a chegada do cão:

  • Tenha em sua casa
    • Cama para o cão
    • Comedouros para a comida e água
    • Ração
    • Casota se necessário
    • Coleira, arnês e trela
    • Equipamentos de cuidado e higiene e bem-estar: tesoura, champô, escova,  transportadora, etc)
    • Brinquedos seguros e estimulantes para roer e brincar
  • Escolha um dia em que tenha disponibilidade para ajudar na sua adaptação e o habituar às rotinas da casa
  • Mantenha-se calmo para não sobrecarregar o cão numa fase de mudança e stress e deixe-o ambientar-se a seu ritmo
  • Proporcione um espaço seguro e vedado para que possam estar ambos confortáveis e à vontade
  • Escolha um nome para o cão
  • Leve-o ao veterinário para consulta de avaliação do seu estado de saúde e plano de vacinação e desparasitação
  • Coloque chip e medalha de identificação  na coleira em caso de fuga

Tudo o que tem a fazer agora é passar bons momentos com o seu cão, brincando, treinando, criando um vínculo com ele que se fortalecerá ao longo da vossa vida!

Vantagens de adotar um animal adulto

Na altura de escolher um animal de estimação, muitos preferem os cachorros ou gatinhos! Faça a diferença, adote um animal adulto. Ele ser-lhe-á agradecido pelo resto da vida e o melhor que temos a fazer por eles nessa fase já adulta é retribuir todo o amor que eles nos dão, cuidando deles quando mais precisam de nós.

how-to-keep-your-puppy-from-harassing-your-adult-dog-54eefbbf28b18.jpeg.jpg

Não é por acaso que lhes chamam “olhos de cachorrinho” – há algo nos cachorros que os torna absolutamente irresistíveis! Mas isso não significa que um cachorro seja a escolha certa para si e para a sua família.

Se está a pensar adotar um cachorro, descobrirá que eles são naturalmente curiosos e ansiosos por aprender, sendo por isso absolutamente necessário que tenha tempo para o treinar. Treinar um cão é divertido mas também exige dedicação, tempo e trabalho. Precisará de lhe ensinar tudo, desde ir à rua a saber andar à trela, a ficar sozinho em casa e a socializar com pessoas e animais.

Quem já teve um cachorro em casa, sabe bem que é energia que não acaba! E aqueles dentinhos em crescimento parecem sempre encontrar um chinelo, os cantos dos móveis, o controle remoto…Os cães adultos podem ser muito mais tranquilos neste sentido.

Também é comum que os cachorros chorem mais durante a noite, enquanto os adultos tendem a se adaptar e a acompanhar a sua rotina mais facilmente.

É difícil prever o comportamento de um cachorro. Nesta fase, eles têm uma rotina e comportamento diferentes do resto da vida. Um cão adulto já tem uma personalidade definida e os seus hábitos e é mais fácil perceber qual o animal que melhor se adequa ao seu estilo de vida.

Não há razão para que não consiga criar uma relação tão forte com um cão adulto como com um cachorro. O ditado antigo “não é possível ensinar a um cão velho novos truques” não é verdade porque todos os cães podem continuar a aprender e a adaptar-se ao longo da sua vida.

Alguns dos cães para adoção já estão treinados para viver em casa pois já tiveram uma família antes de serem abandonados.

Infelizmente, alguns cães adultos que estão para adoção não tiveram um passado feliz, podendo ter algum trauma. Estes cães necessitam de amor, tempo e paciência extra, mas o que lhe der será muito recompensador tanto para si como para ele e resultará numa amizade para a vida. Trabalharem juntos no treino ajudará verdadeiramente a que criem uma relação especial e a que construam a confiança entre ambos!

Escolher o animal certo para si

Adotar um animal é uma decisão emocionante mas deverá fazer o seu trabalho de casa antes de o levar para casa para garantir que escolhe o animal certo para si e para o seu estilo de vida!

83_Doçura

Ao escolher o animal certo para si deve considerar:

  • Espécie que pretende adotar: cão, gato ou talvez outro animal

Há pessoas que gostam mais de cães, outras de gatos… há quem se apaixone por pequenos roedores ou répteis. Em primeiro lugar a escolha tem em conta os interesses pessoais de cada pessoa. Depois é importante ponderar as exigências de cada animal e como se encaixam no seu estilo de vida

  • Idade do animal, ainda muito jovem e mais traquina ou já adulto

Os animais muito jovens têm um ar irresistível e conquistam-nos de imediato. Mas são também mais exigentes em termos de dedicação, tempo e trabalho. É preciso ponderar muito bem se tem consciência de tudo o que envolve criar um animal bebé. Não tome decisões por impulso e informe-se sempre primeiro

  • Macho ou fêmea, dependendo da sua preferência pessoal

Talvez já tenha ouvido várias teorias sobre as vantagens de ter um macho ou uma fêmea. Deverá sobretudo ter presente que cada animal terá a sua personalidade independentemente do seu sexo e que deve ser esse o principal foco da sua decisão.

Qualquer que seja a sua decisão tome-a de forma consciente, informada e responsável. O animal fará agora parte da sua família e, como tal, assumiu um compromisso para a vida!

E não se esqueça de se divertir com o seu novo amigo!

Questões a Considerar Antes de Adoptar um Animal

Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza até que a morte nos separe?

Mão_Pata

Adotar um animal é uma oportunidade magnífica de dar as boas-vindas a um novo membro da família, enquanto oferece a um animal uma oportunidade de ter uma vida feliz! Mas deve sempre ser uma decisão ponderada.

  • FAMÍLIA: A decisão de adotar um animal deve ter em atenção a sua família e o animal que melhor se adequa às pessoas e aos animais que vivem em sua casa! Deve também ter em conta o estilo de vida que tem e o tipo de animal que melhor se adaptaria às suas rotinas
  • ESPAÇO: Pense nas condições que têm disponíveis para oferecer ao seu novo animal de estimação. Pense na espécie, porte e idade do animal que pensa adotar. É um animal que precisa de mais espaço, mais dinâmico? É um animal mais tranquilo e dispõe do conforto necessário para lhe oferecer? E nas férias, tem como o levar consigo ou a quem o deixar?
  • TEMPO: Embora possa ter espaço no seu coração para um animal, também necessita de espaço na sua agenda. Deve certificar-se que tem tempo para responder às necessidades comportamentais, sociais e físicas do animal que fará parte da sua família. Embora haja animais que necessitam de menos disponibilidade da sua parte ainda assim todos os animais beneficiam da sua atenção e carinho
  • DESPESAS: Cuidar de um animal implica um custo que deverá ter em atenção (acompanhamento veterinário, alimentação, cuidados de higiene, conforto, entre outros). Tudo isto faz parte de ser um dono responsável, pelo que antes de adotar um animal tem que ter a certeza de que está confortável com todos os custos que poderão surgir.

Ter um animal é um compromisso para a vida e é importante proporcionar um ambiente estável ao seu melhor amigo. Certifique-se de que pode fazê-lo, antes de o levar para casa. Quando decidir aumentar a família é importante considerar cuidadosamente o que é melhor tanto para si como para o seu novo animal de estimação.